Monday, March 8, 2010

Post anti-Bimby

















Ultimamente tenho vocacionado o blog mais para a literatura e o cinema. Pois bem, vem aí um post polémico (em que meio mundo me vai cair em cima por difamar a querida Bimby).
Primeiro ponto - eu já tive uma Bimby - fui das primeiras. A minha mãe, que se deixa facilmente influenciar por demonstrações feitas em casa, comprou-a a uma amiga que trabalhava para a empresa que comercializa as Bimby's (Vorwerk), após uma excelente demonstração da máquina, em que tivemos a ocasião de fazer um pequeno jantar entre amigos, para degustar algumas especialidades.
Estávamos no fim do Verão (de 2006) e de férias, pelo que foi a oportunidade ideal para testar toda uma panóplia de refeições, desde bolos, pizzas e molhos, a pratos mais requintados, cozinhados ao vapor. Fizemos até algumas receitas que jamais faríamos sem a Bimby, pois não gostando de perder demasiado tempo na cozinha, não nos dávamos a esse trabalho. Estávamos contentes, embora pensando que a máquina não era aquele must que diziam, até porque o preço era elevadíssimo, se comparado com outros robots multifunções. Fomos caprichando nas nossas receitas, de modo a ver se a máquina estava à altura. Eis que surgiram os primeiros problemas: alguns molhos e massas de bolo mais complicadas de executar - a Bimby não era capaz de os fazer correctamente. Quando a amiga da minha mãe se ofereceu para nos dar uma nova demonstração e mostrar alguns dos bolos feitos na Bimby dela, ficámos completamente desiludidas - tínhamos feito areias manualmente e com a Bimby, e provando as 3 amostras, as únicas que passavam no teste eram as feitas manualmente por nós. Já na nossa cozinha, a amiga da minha mãe também não conseguiu fazer os molhos que nós tentámos, e foi aqui que a coisa descambou. Insultou-nos, disse-nos que nós é que não sabíamos cozinhar e que tínhamos de ficar com a Bimby (nós já a tínhamos avisado, há uns dias, que estávamos a pensar devolvê-la), mesmo após ela ter dito que a podíamos devolver no prazo de um mês, e, mais grave, chegou a bater-me por eu ter dito que a máquina não valia o dinheiro pedido e que não nos servia. Resultado: tivemos nós de ir a Vorwerk explicar a situação, e, felizmente, devolveram-nos o dinheiro, sem problemas, instaurando um processo àquela vendedora (que, soubemos depois, estava a sofrer de alguns problemas psicológicos, na altura). A amizade com a minha mãe foi-se, logicamente, da mesma forma que a Bimby desapareceu.
Portanto, quando me enchem os ouvidos a dizer que a Bimby é isto e aquilo e que faz tudo: TRETAS. Eu já tive uma e não é assim tão maravilhosa. Fazia algumas coisas bem, sem dúvida, poupava algum tempo na cozinha, mas deixava muito a desejar, em relação a vários aspectos. Desenganem-se se pensam que só são capazes de cozinhar com essa porcaria. Não passa de uma bela manobra de marketing para tentar endividar os jovens casais mais preguiçosos. Façam manualmente e na máquina, provem e depois digam-me ;)
Aloha

6 comments:

Poppie said...

haja alguém que não gosta da maquineta. nunca vi uma demnostração da mesma, mas nunca me senti tentada a deixar uma máquina fazer o que mais prazer me dá na cozinha. Todo o ritual de preparação dos alimentos e sentir o cheiro e o vapor da comida a inundar a cozinha. por mais tempo que isso nos "roube" torna as refeições mais saborosas.

rapaz das bisbilhotices said...

a minha sis tem 1 bimby e realmente o arroz doce feito pela máquina n tem nada a ver c o feito pela minha avozinha :p
qt a essa sra... q azar ana. tinha logo q te calhar 1 psicopata :p

Ana said...

haja alguém que concorda cmg!

Marina said...

Também não tenho bimby e tal como a Poppie adoro o ritual de preparar os alimentos, sentir cheiros, ir mexer com a colher... é um prazer!
Eu até me dá mais gozo aqueles comeres mais complicados!
Acho que deve haver alturas em que a máquina dá muito, muito jeito mas o valor é exorbitante e desmesurado!!!
Beijinho.

Carla said...

sabes nunca vi uma demonstração mas não me conseguem convencer! logo eu que amo cozinhar :)
espero que esteja tudo bem!

bjs, boa semana Ana

Samanta dos Anjos said...

FINALMENTE encontro alguém que não goste daquela geringonça! Acho a máquina uma Traição aos meus tachos que me custaram Muito menos €€ que o preço dela. São Bimby's, Yammy's... grrrrr!! Estou á espera que alguém me diga que há uma máquina que faz bacalhau á brás (inclusive separa as espinhas). Sim, porque comprar a maquineta e continuar a ter o mesmo trabalho... As receitas da máquina, é só pesquisar na net ou ir ao Continente e comprar o livro. Já estou como a Marina, os pratos mais complicados não há bimby que os faça (até eu tenho amigas que nem tentariam fazer, mas não se privam de os comer ;))
Viva os meus tachos!!!!